terça-feira, maio 31, 2011

Foral da Vila de Óis da Ribeira, há 495 anos!

O foral de Óis da Ribeira por atribuído por El-Rei D. Manuel I, a 2 de Junho de 1516 . Há 495 anos, que se farão dentro de dois dias, que se tornou vila do Reino de Portugal. Antes que o historiador da terra, se antecipe, o d´Óis Por Três lembra a efeméride.
Seria interessante que, dentro de 5 anos, quem for poder em Óis da Ribeira se lembrasse de comemorar o acontecimento, que é verdadeiramente histórico e credor de admiração.
E responder a várias perguntas:
- Onde pára o foral?
- A Junta de Freguesia tem alguma cópia?
- Alguém de Óis alguma vez o viu.
A data redonda de 500 anos seria uma boa ocasião para responder a estas questões e a muitas outras, relacionadas com a história da nossa freguesia. E parabéns, Óis da Ribeira. Muitos parabéns!

segunda-feira, maio 30, 2011

A rotunda do Cruzeiro de Óis da Ribeira

Óis tem pequenos sítios pelos quais passamos muitas vezes, sem que reparemos neles. O largo do Cruzeiro é um deles. Contornamos a rotunda, olhamos para a esquerda ou para a direita, para ver se vem trânsito e não reparamos nela e no que lá está. Aqui fica uma imagem para reter. Uma imagem da terra de Óis que afinal não conhecemos tão bem quanto pensamos.

domingo, maio 29, 2011

Primeira Comunhão e Profissão de Fé em Óis da Ribeira



Hoje, 29 de Maio foi um dia grande em Ois da Ribeira com a Festa da Primeira Comunhão de 9 crianças e a da Profissão de Fé de mais cinco. A cerimónia foi abrilhantada pela Tuna de Ois da Ribeira, que graciosamente colaborou nos cânticos da missa e na procissão.

Erradamente, por erro nosso de leitura, dissemos que eram duas crianças a comungar, mas foram 9, duas delas também também baptizadas na mesma cerimónia.

As crianças que fizeram a 1ª. Comunhão são as seguintes:

- Ana Margarida Filipe Santos (também baptizada).

- José Miguel Jesus Melo (idem).

- André Miguel Gomes Tavares.

- Camila Pinheiro Monteiro.

- Clara Pinheiro Monteiro.

- José Filipe dos Santos Oliveira.

- Leandro Caleiro Martins.

- Soraia Dias Abrantes.

- Tiago Fernandes Ferreira.


E os que fizeram a Profissão de Fé:


- Beatriz de Oliveira Henriques (de Casal de Álvaro.

- Andreia Filipa Fonseca Fernandes.

- Bruna Andreia Filipe Santos

- Gonçalo Marques Figueiredo.

- Mara Lúcia Nunes Oliveira.

Notas e fotos do Facebook da Paróquia

sábado, maio 28, 2011

Poesia sobre o símbolo da canoagem da Arcor


O Homem, a canoagem e a ARCOR

Canoagem é natureza / Aqui na nossa pateira / São quadros de beleza / Da nossa Óis da Ribeira

Expõem-se em toda a parte / Onde haja canoagem / Esta galeria de arte / Dá-nos a mais bela imagem.

Nestes postais ilustrados / Temos campeões à maneira / Todos ficam retratados / Nas cores da nossa bandeira.

Mas o pintor campeão / Que trabalha com afinco / Que é avô, pai e irmão / Ele chama-se o Paulo Brinco!

Ele tem Óis no coração / Ele é um atleta maior / Este grande campeão / É um símbolo da ARCOR!

Hercílio de Almeida

15/08/2010

- 2X3: Não resistimos a mais este precioso naco
da cultura poética ribeirinha e aqui a transcrevemos.
João Brinco é o da foto.

sexta-feira, maio 27, 2011

Comunhão a dois...

O próximo domingo é de festa para a comunidade paroquial de Óis da Ribeira. É dia de comunhão solene! Os comungantes são apenas dois: Ana Margarida Filipe Santos, filha de Manuel Nascimento Ferreira dos Santos e de Patrícia Daniela Filipe Saraiva Santos, de Cabanões (que frequenta a catequese em Ois da Ribeira) - e José Miguel de Jesus Melo, filho de José Alberto de Carvalho Oliveira Melo e de Júlia Celeste Almeida de Jesus, residentes em Ois da Ribeira.
Foto do Facebook da Paróquia

quinta-feira, maio 26, 2011

Banda Castanheirense em Óis da Ribeira

O jornal do director ribeirense dá hoje a notícia que aqui demos já no dia 29 de Abril: a Banda Castanheirense vai actuar em Óis da Ribeira no próximo sábado, no âmbito do ciclode Concertos de Inverno da União de Bandas de Águeda, a UBA. Com pormenores que já então precisávamos: o maestro da banda tem sangue de Óis, é neto de Óscar Matos (com o mesmo nome), filho de Madaíl e sobrinho de Carlos Bigodes.
Assim se faz jornalismo.

A iniciativa tem patrocínio da Câmara Municipal de Águeda e da Junta de Freguesia de Óis da Ribeira, no centro social da Arcor, ás 21,30 horas, com entradas livres.

quarta-feira, maio 25, 2011

A estratégia comunicacional da nova Arcor





A ARCOR tem site novo e nós por ele temos passado, à cata de notícias. A dinâmica da nova direcção indicava que assim seria e a gente gosta de saber o que se passa na terra e na associação mais representativa, principalmente quando estamos fora.

Todavia, o novo site só tem actualizações de vez em quando e, por exemplo, no ítem canoagem, uma notícia tem apenas 6 consultas. E o mais consultado é o do regulamento interno (25 vezes) - que, ainda por cima, se o quisermos conhecer, temos de ir pedir à secretaria. O que não é fácil para todos, principalmente para quem está fora.
Estes números de leitura indiciam que o site não está a ser consultado e é se calhar por isso que não é actualizado. E porventura não é actualizado porque não é consultado. A última actualização já tem uma semana. Desde 27 de Abril teve 3 actualizações: este dia, 8 e 17 de Maio. Hoje, são 25. O noticiário da canoagem oscila entre as 8 e as 58 entradas.
Não seria de pensar a associação não dividir na sua informação, por um site, por um blogue de canoagem e por outro do teatro, que também tem facebook? Eu não sei, a direcção é que sabe, mas os ribeirenses das diásporas assim, ficam a a ver navios e excluídos pela associação. Antigamente, recebíamos o jornal, mas agora parece que é de consulta apenas interna. Então editam um jornal para quê? Não o distribuem aos associados e aos ribeirenses? Isto deixa uma pessoa chateada.

O d´Ois Por Três gostava de ver o site actualizado todos os dias.

terça-feira, maio 24, 2011

O Diploma de Mérito Distrital para a Tuna de Óis da Ribeira

com A distinção já não é de agora, mas só agora ora demos pelo diploma de Mérito Distrital que o Governo Civil de Aveiro distinguiu a Tuna de Óis da Ribeira, por ser centenária. Aqui o reproduzimos, com a devida vénia a Luís Neves.

O diploma assim diz:

«O Governador Civil de Aveiro, José Mota, irá condecorar 49 instituições do distrito com mais de um século de existência, com a Medalha de Mérito Distrital. O Governador Civil de Aveiro tomou a decisão de atribuir a Medalha de Mérito Distrital às colectividades do Distrito de Aveiro que tenham já completado 100 anos de existência – e que se mantêm em actividade –, como reconhecimento pela actividade centenária e pelos relevantes serviços prestados ao distrito e ao país. A cerimónia de atribuição do galardão decorrerá na próxima terça-feira, dia 26 de Abril de 2011, às 18 horas, no Salão Nobre do Governo Civil de Aveiro, sendo agraciadas 49 instituições dos diferentes municípios do distrito. Na ocasião irá ainda actuar o Quarteto de Saxofones do Conservatório de Música Calouste Gulbenkian, de Aveiro, sob direcção do Professor Henrique Portovedo. A condecoração honorífica de Mérito Distrital, cuja atribuição é realizada nos termos de um regulamento aprovado para o efeito, foi instituída no Governo Civil de Aveiro por decisão do Governador Civil, José Mota, âmbito das comemorações dos seus 175 anos. Tal condecoração visa distinguir a actividade de pessoas singulares e colectivas que tenham, em razão das suas actividades ou acções, contribuído decisivamente para o engrandecimento do Distrito».
http://www.gov-civil-aveiro.pt/ver_noticia.php?t=1&id=1093

segunda-feira, maio 23, 2011

A imagem de Santo António foi levada da capela


Lia Neves, seja quem for, veio comentar o blogue e Óis, esperando que deixemos "passar os comentários de critica também". Sempre deixámos, não deixamos passar é o ataque pessoal.
Diz Lia Neves:
«A aprovação (dos comentários) não deve só visualizar o bonito pois, infelizmente, também há muito de mau em Óis. Neste item, para mim, acho lindo a estrada estar alcatroada, mas e a capela arranjada? E o Santo António na capela? Porquê na igreja? Porque não deixar a capela aberta um domingo por mês? Vejo algumas pessoas passarem e tentarem ver para dentro da capela, mal sabendo que nem o Santo lá «mora»!
E não me digam que é por falta de verbas, pois houve verbas para comprar um sino comandado à distância e, para isso, ninguém perguntou à população se queria - além do incómodo barulho que deve ser para os residentes vizinhos do sino.
Tenho direito a opinião e não concordo.
Abraços!
LIA NEVES


- NOTA: O 2x3 assina por baixo e não sabia
que a capela não tinha santo. Mas em
Óis tudo pode acontecer..., até levarem a imagem
da capela. Até já tinham levado o sino. Quanto ao
barulho do sino, o estranho é o vizinho jornalista concordar.
Ou será que não? A imagem que se publica foi recolhida na igreja.

domingo, maio 22, 2011

Mais uma falência individual em Óis da Ribeira...

O Diário da República publicou mais uma insolvência de gente de Óis da Ribeira. Já aqui falámos de duas, infelizmente. Agora, uma terceira e por não pagamento de dívida bancária.
Uma falência é sempre um enorme problema para quem quer que seja. Mas normalmente falências são de... empresas. Não de pessoas singulares. Conhecemos as pessoas, uma delas é de idade proxima - tenho até a ideia de termos sido contemporâneos de escola e catequese, pelo que a chamada desta história ao d´Ois Por Três é meramente para nos ajudar a reflectir sobre os tempos de crise que passam e que estão já a afectar as nossas empresas e as famílias. O que desejo é que todos consigam rapidamente resolver estes seus problemas.



sábado, maio 21, 2011

"A última Famel» em Óis da Ribeira

Óis da Ribeira num filme, já imaginaram? Pois é o que acontece no «A última Famel», que foi totalmente rodado no concelho de Águeda e tem imagens rodadas na pateira. Não sabíamos e dividimos a surpresa com os nossos estimados conterrâneos. Mas o melhor é irem ver AQUI. Por nós, apesar das tentativas, não conseguimos captar imagens.

sexta-feira, maio 20, 2011

Arcor ganhou em Ílhavo e disputa maratona nacional



A Arcor venceu o Troféu Cidade Ílhavo, de Canoagem. E obteve 10 títulos individuais.
As provas realizaram-se no passado sábado, dia 14 de Maio, e os resultados dos atletas arcorianos foram os seguintes:
- K1 iniciados: 9º.-João Framegas; 11º.-Luís José.
- K1 iniciadas: 1ª.-Ana Marta Brinco.
- K1 infantis: 1º.-Adriano Coelho; 2º.-Leandro Melo; 3º.-A. Gonçalves; 5º. J. Gonçalves.
- K1 infantis: 1ª. -Mariana Pires.
- C1 infantis: 1º.-Arménio José; 2º.-Luís Santos.
- K1 cadetes: 6ª.-Ana Rita Laranjeira.
- C1 Cadete: 1º-Manuel Tavares; 2º-Sandro Maia.
- K1 juniores: 3º.-Alexandre Pires.
- K1 juniores: 1ª.-Andreia Fernandes.
- C1 juniores: 1º.-António Baptista; 2º.-Amílcar Pina; 4º.-Tiago Ribeiro.
- K1 seniores: 1º.-André Santos; 6º.-Carlos Macedo.
- K1 Veterano B: 1º.-Rui Figueiredo.
- K1 Veterano C: 1º.-Valery Shuftaykin; 2º.-Volodymyr Perekhodov.
A ARCOR venceu por equipas, com 199 pontos. Seguiram-se, SC de Aveiro (135) e Vila do Conde KC (129). O GICA não participou.
MARATONAS: Sábado, disputa-se a segunda prova da Taça Nacional de Maratonas, em Coimbra, com GICA e ARCOR.
Tirado de
http://www.soberaniadopovo.pt/portal/index.php?news=16553

quinta-feira, maio 19, 2011

Poetas d ´Ois da Ribeira





Óis é terra de poetas, de vates inspirados na pateira dos nenúfares e dos jacintos, no chilrear das rãs, no verde dos salgueirais e dos campos, no canto das narcejas.
É ver a obra ciclicamente publicada e afixada nas árvores da pateira, ou distribuída pela blogosfera ribeirense.
"É um manjar o Pôr-do-Sol» é poema de rítmica e melodia de inspirada veia, do autor Hercílio de Almeida.
O post do lado reproduz a moldura que foi afixada no restaurante e dele já aqui fizemos nota em tempos.
Ao relê-lo, não resistimos a republicá-lo, copiando-o em forma de blogue para facilitar a leitura.

"O Pôr-do-Sol é famoso/Nos pratos tradicionais/Com bom tinto e espumoso/Brindam avós, netos e pais.
Nesta paisagem tão linda/O Pôr-do-Sol cá está/Por esta beleza infinda/O bom turista voltará.
No Portugal do turismo/De frente à nossa Pateira/Na margem do futurismo/Está a nossa Óis da Ribeira.
Andorinha voa, voa/Leva longe esta mensagem/Que a nossa bela lagoa/É linda, não é miragem.
Tem canteiros de flores/Passadiços de madeira/Nos bancos juram amores/Neste altar que é a pateira.
E na linda festa final/O Zé Carlos tem programa/Toca a marcha nupcial/Os noivos marcham p ´ra cama!".

Coisa linda, heim? Gostámos muito
especialmente desta última quadra!!! E
também da da Andorinha voa, voa...

quarta-feira, maio 18, 2011

O protocolo para limpar os jacintos da pateira


A Administração da Região Hidrográfica do Centro (ARHC) renovou as parcerias com as Junta de Freguesia de Espinhel, Fermentelos, Ois da Ribeira e Requeixo, para a limpeza dos jacintos e reabilitação da pateira, como aqui dissemos anteontem.
Cada Junta irá receber 3200 euros, em 4 meses, e procederá a vigilância e remoção manual dos jacintos, como acção preventiva. O objectivo é erradicar os jacintos, como disse António Cunha, que representava a ARHC, na altura da assinatura dos protocolos e frisando que a parceria de há um ano foi um sucesso, razão porque se repete.
Todos os quatro presidentes se maifestarm satisfeitos com a renovação do protocolo. Ver AQUI.

terça-feira, maio 17, 2011

Duas comunhões na Paróquia de Óis da Ribeira

A paróquia de Óis vai ter dois baptismos e uma das crianças nem é da freguesia. Sinal de decrescimento populacional, ou de desinteresse das famílias pela formação católica? Não sabemos responder.

Ana Margarida Filipe Santos (à esquerda) é filha de Manuel Nascimento Ferreira dos Santos e de Patrícia Daniela Filipe Saraiva Santos. Reside em Cabanões mas frequenta a catequese em Óis da Ribeira.

José Miguel de Jesus Melo é filho de José Alberto de Carvalho Oliveira Melo e de Júlia Celeste Almeida de Jesus, residentes em Óis da Ribeira.

Ambos dão os passos finais para a comunhão solene, marcada para o dia 29 de Maio. Será dia de festa paroquial, ao sentir das orações, no embalo da fé e ao som da Tuna Musical.

Dados e fotos DAQUI

segunda-feira, maio 16, 2011

A limpeza dos jacintos da pateira

A Administração da Região Hidrográfica do Centro (ARHC) e as Juntas de Freguesia de Requeixo, Óis da Ribeira, Fermentelos e Espinhel subsreveram o novo protocolo para a limpeza dos jacintos da pateira. Foi na sexta-feira, dia 14 de Maio.

O apoio financeiro da ARH do Centro é de 12.800 euros, cabendo 3.200 euros a cada Junta - para a vigilância e remoção manual preventiva e imediata dos jacintos. António Cunha, da ARHC, confirmou que “o nosso objectivo é erradicar os jacintos-de-água».

O presidente da Junta de Freguesia de Óis da Ribeira, Fernando Pires, referiu que a remoção das plantas invasoras “devem começar já, numa altura em que ainda se encontram pouco desenvolvidas”.

Foto da limpeza de 2011, tirada DAQUI.

domingo, maio 15, 2011

Junta de Óis da Ribeira sem apoio da Câmara de Águeda

A Assembleia Municipal deÁgueda rectificou, por unanimidade, a proposta da Câmara que estabelece 14 protocolos com as Juntas de Freguesia, no valor total de 218.250 euros.

A delegação de competências não contempla as freguesias de Agadão, Barrô, Lamas do Vouga, Ois da Ribeira, Trofa e Valongo do Vouga - li na imprensa.

O quê? Óis da Ribeira ficou de fora?

Pronto, já percebi: o presidente está a pagar pela lígua de palmo com que tem falado dos (não) apoios da Câmara à Junta de Freguesia. Duvidam?

sábado, maio 14, 2011

O percurso pedestre da pateira está como... está!

Hoje, enchi-me de coragem e comecei hoje a dar a volta pelo Percurso Terrestre da Pateira, com tanta solenidade inaugurado a 22 de Novembro de 2008. Mas não o acabei, tem troços onde não se pode passar, placas derrubadas, trilhos que já... foram, enfim, não são trilhos não são nada. Peguei-me de desgosto.
Em casa da família, falei do assunto e comentou-se que agora é raro ver pessoas a fazê-lo, nada como nos primeiros tempos. Quer ás vezes passam emia-dúzia de pessoas. E isso nota-se nos troços, onde não se vêem pégadas dos eventuais pedestrianistas.

Acho mal e tenho pena.

Ver AQUI.

sexta-feira, maio 13, 2011

O Grupo Cultural Semente no salão da Arcor

O Grupo Cultural Semente, de Eixo, vai amanhã estar em Óis da Ribeira, no salão cultural da ARCOR, para apresentar a peça «A Irmã Indiscreta», adaptada da obra de Miguel Mihura.
O grupo foi fundado a 5 de Outubro de 1981, com o objectivo de dinamizar a cultura nas áreas do teatro, dança, música e poesia, preenchendo vazio cultural que existia na freguesia eixense. Foi constituído por 21 elementos. Destas, permanecem 8 fundadores - entre as 32 pessoas que compõem o grupo. Por ele, já passaram mais de uma centena de elementos.
O espectáculo de amanhã, com entradas gratuitas, está marcado para as 21,30 horas.
Ver AQUI.

quinta-feira, maio 12, 2011

A foto da Medalha de Mério Distrital para a Tuna

Já aqui dissemos que a Tuna recebeu a Medalha de Mérito Distrital, atribuída pelo Governo Civil de Aveiro, por ser colectividade centenária. Não conhecíamos a fotografia da cerimónia, mas encontrámo-la e aqui mostramos hoje.
O representante da Tuna, José Maria Gomes, está à esquerda do ministro da Administração Interna, Rui Pereira. É o quarto, a contar da direita. Parabéns à Tuna.

quarta-feira, maio 11, 2011

Ribeirense venceu concurso de bolos da Associação de Surdos





A ribeirense Lurdes Resende (terceira á esquerda, na foto) ganhou o concurso de bolos da Associação Cultural de Surdos de Águeda e recebeu uma batedeira eléctrica como prémio.

O concurso realizou-se a 30 de Abril e em segundo lugar ficou Anabela Santos, de Cambra (Préstimo), que recebeu uma balança electrónica; e em terceiro Bruno Figueiredo, de Paredes, que recebeu um livro de receitas de bolos.

Notícia e foto DAQUI.

terça-feira, maio 10, 2011

O blogue Arcor d´Óis travestido de Óis da Ribeira

O Gel e o Falâncio, os Homens da Luta, estão neste momento a cantar na Eurovisão, vi há bocado uma conterrânea nossa a falar na RTP, num bar da Alemanha e a desejar sorte aos rapazes e ando eu por aqui às voltas com a net local, quando redescubro o velho Arcor d´Ois, agora baptizado de ÓIS DA RIBEIRA. Travestiu o nome.
Não demorou tempo o escrivão-mor da terra a voltar às lides blogueiras e eu até aplaudo, pois traz-nos normalmente coisas interessantes, ou não fosse ele jornalista e o arquivador do reino ribeirense. Aplaudo o regresso e desejo que continue atento e aguce bem as teclas para fazer o que ele tão bem sabe fazer, que é criticar de forma construtiva e dar umas descascadelas. E ser mordaz e actual, o que não é para todos.
A conterrânea que vi na televisão é a filha do sr. Resende, aquele das barbas que mora ao lado da igreja. E o d´Óis Por Três, pega nas palavras do Ó da Ribeira, para se conhecer melhor a história do Grupo de Teatro Semente em Óis da Ribeira. Da poda, ou da história, sabe o nosso homem. Não é por acaso que é conhecido pela sua memória de aço. E também, ele que nos perdõe, pelo seu feitiozinho irritante.

segunda-feira, maio 09, 2011

Nem pólo educativo, nem habitação social no Surpel

Falou-se tanto Pólo Educativo da Pateira Nascente que seria construído neste terreno da Junta de Freguesia de Óis da Ribeira mas agora garantiram-me que não vai haver Pólo nenhum. Diz que é por causa da crise.
Já era para lá ser feita uma zona de habitação social e também não foi feita. Em Óis, fica tudo em águas de bacalhau. Deus nos acuda, com estes políticos locais que não temos!

sábado, maio 07, 2011

Teatro de Eixo no palco da ARCOR






O Grupo Cultural Semente, de Eixo, vai estar em Óis da Ribeira na noite de 14 de Maio, para apresentar a peça ” A Irmã Indiscreta”, uma adaptação da obra de Miguel Mihura.

O espectáculo surge no âmbito do intercâmbio cultural entre os dois grupos de teatro. Às 21,30 horas e com entradas livres.

sexta-feira, maio 06, 2011

Passeio cicloturístico da Junta de Freguesia de Óis

A Junta de Freguesia de Óis da Ribeira vai realizar o seu passeio cicloturístico deste ano, marcado para o próximo dia 15 de Maio.
A partida será as 8,30 horas da manhã, junto ao hangar, e a comitiva passará por Esponhel, Piedade, Peerrães, Fermentelos, Mamodeiro e Carregal (com paragem para lanche), Requeixo, Eirol, Travassô e Cabanões, até à pateira - onde decorrerá o almoço de confraternização.

Os interessados podem inscrever-se na Junta de Freguesia e nos estabelecimentos comerciais de Fernando Pires, Maria Joaquina e café do Nélson.

quinta-feira, maio 05, 2011

Festa de Nossa Senhora de Fátima

Óis da Ribeira vai festejar Nossa Senhora de Senhora de Fátima no dia 13 de Maio, com missa às 21 horas, seguida de procissão pelas ruas da localidade.

O desfile nocturno sairá da Igreja e seguirá até ao cruzeiro do Cabo, de onde retornará ao templo, para conclusão das cerimónias.

quarta-feira, maio 04, 2011

Contas da Junta de Freguesia aprovadas na Assembleia







As contas da Junta de Freguesia de Ois da Ribeira , de 2010, foram aprovadas com uma abstenção - a do socialista Carlos Pereira.

A Assembleia de Freguesia realizou-se a 26 de Abril, com participação do seis do sete eleitos - faltou Carla Tavares (na Assembleia Municipal, que decorria simultâneamente). As receitas totais foram de 81 479,14 e as despesas de 53 236,15, pelo que transitou um saldo de 28 242,99 euros.

“Houve diminuição de receitas, por não ter havido tanta venda de árvores e lenhas. As transferências da Câmara Municipal e do Estado mantiveram idênticas”, disse o presidente Fernando Pires.

Os trabalhos da AF, sem presença de público (o que é sempre revelador do desinteresse da comunidade) envolveram a identificação toponímica da freguesia - apresentada pela Câmara Municipal. Foi aprovada por unanimidade, registando-se, porém, algumas falhas em nomes (o Largo do Centro Social, por exemplo) e a inexistência de outros (o caminho das Quintas, para a pateira de Espinhel) é um deles.

Os lapsos e as não identificações vão ser comunicados aos serviços camarários.

Tirado DAQUI.

terça-feira, maio 03, 2011

A visita pascal em Óis da Ribeira


As sondagens valem o que valem (por exemplo, eu não lhes dou grande crédito) mas se fossemos a fazer fé nelas, a paróquia de Óis teria de, inevitavelmente, ter a visita pascal mas feita pelo pároco.
É esse, pelo menos, o resultado da última sondagem do d´Óis Por Três. Á pergunta se a visita pascal deveria, ou não, ser feita pelo Pároco, 100% dos votantes disseram que sim.

Voltaríamos, então, a ter o padre a entrar pelas nossas casas, em vez do grupo de leigos - por quem obviamente temos todos o respeito. Mas como não é a sondagem que decide os destinos da paróquia, que o decida quem essa responsabilidade tiver. Mas não deve ser o caso de voltarmos a ter o padre na visita pascal, de certeza!
Clicar na imagem, para a ampliar.

segunda-feira, maio 02, 2011

Mais uma falência de pessoa de Óis da Ribeira


O Diário da República volta a falar de Óis da Ribeira, por razões menos boas, a insolvência de uma pessoa ribeirense. Insolvência de pessoa singular. Uma pessoa de Óis da Ribeira que caiu na falência.
O administrador de insolvência ja foi nomeado e, durante o período de cessão (5 anos subsequentes ao encerramento do processo de insolvência), a pessoa devedora/insolvente fica obrigada a não ocultar ou dissimular quaisquer rendimentos que aufira (por qualquer título) e a informar o tribunal e o fiduciário sobre os seus rendimentos e património na forma e no prazo que em que isso lhe seja requisitado, não recusar desrazoavelmente algum emprego para que seja apta, entregar imediatamente ao fiduciário, quando por si recebida, a parte dos seus rendimentos objecto de cessão, Informar o tribunal e o fiduciário de qualquer mudança de domicílio ou de condições de emprego, no prazo de 10 dias após a respectiva ocorrência, e não fazer quaisquer pagamentos aos credores da insolvência a não ser através do fiduciário e a não criar qualquer
vantagem especial para algum desses credores.
Lamentamos. A vida nem sempre corre bem e este ano há já duas pessoas ribeirenses declaradas falidas.

Isto é que, de verdade e a sério, é viver a crise.