quarta-feira, maio 31, 2017

Pescadores «corridos» de ponto de pesca da pateira...

Um pescador queixou-se na sua página de facebook que foi corrido do seu ponto de pesca, na pateira, pelo presidente de Óis da Ribeira.
Nelson Dias, é ele o queixoso, escreveu que «já não há respeito por ninguém» e que Mário Martins chegou ontem ao local onde pescava (ver a foto) e «sem nada avisar, escorraçou os pescadores que pagam licença para estarem descansados».
«É uma vergonha. E ainda a falar mal às pessoas (...), nem bom dia disse, só chegou e mandou meter a máquina a trabalhar. Isso é o quê?», pergunta Nelson Dias, na sua página de facebook, concluindo que é «falta de respeito por quem para estar descansado».
«Isto é o presidente de Óis da Ribeira», escreveu Nelson Dias.
1 - Ponto 1: Mário Martins não é o presidente de Óis da Ribeira.
2 - Ponto 2: Óis da Ribeira não paga pelos seus actos.
3 - Custa a acreditar que as coisas tenham decorrido assim.
Ver AQUI

terça-feira, maio 30, 2017

Os jardins do «sem-querer», porque não se ceifam ervas...


Erva crescida no espaço há mais de 4 anos projectado para a sala de ensaios,
espaço de eventos e escola de música da Tuna que agora é Associação Filarmónica


O ervado dos contentores para o rio
Uma ocasional passagem pelo paredão do Jardim, ao fundo da Rua Adolfo Pires dos Reis (o Viveiro) e que vai dar às Areias, no último fim de semana, deu para notar que já desapareceu a placa do percurso pedestre (que por lá esteve meses abandonada, meses atrás de meses). Sem que ninguém a repusesse em sítio próprio. Provavelmente, serviu para atear em alguma lareira.
Desapareceu a placa, mas nasceram jardins bem verdinhos. Um, o da foto de cima, no espaço que a Tuna comprou há quase 5 anos (ver AQUI), a 16 de Outubro de 2012, para lá, além de parque de estacionamento, construir um salão/sala de ensaios (AQUI), cujo ante-projecto começou a ser elaborado em Janeiro de 2013 (AQUI), já lá vão mais de 4 anos e que previa a escola de música e espaço de eventos. Não há sala(ão) de ensaios,  não há escola e espaço de eventos, mas há um verde bonito, com silvas misturadas, a encher a paisagem.
Outro ervado (foto de baixo) é o que vai dos contentores até ao pequeno cais do rio, logo a montante da ponte. Tem largo tempo que por lá não passa jardineiro ou foice de roçar. Não custava nada e ficava bem.

segunda-feira, maio 29, 2017

A Arcor com duas duplas de campeões nacionais

    Pedro Carvalho e André Santos em plena prova de K2 Veteranos A de Canoagem.
    A dupla da Arcor sagrou-se campeã nacional em Ponte de Lima. Em baixo, Fábio
    Lopes (à direita) e Filipe Dias Ribeiro, campeões nacionais de C2 seniores



A Arcor tem mais duas duplas de atletas campeões nacionais de canoagem: o C2 sénior de Fábio Lopes e Filipe Dias Ribeiro e o K2 Veteranos A de André Santos e Pedro Carvalho
O campeonato nacional de maratonas realizou-se em Ponte de Lima, a 27 e 28 de maio de 2017 (sábado e domingo deste último fim de semana) e, para além destas duas duplas de campeões nacionais da modalidade, os canoístas da Arcor, clube de canoagem de Óis da Ribeira, obtiveram mais estes resultados:
- C1 juniores:  3º. lugar - Tiago Soares Ribeiro.
- C2 juniores: 7º.-Paulo Pires/Marcos Pires.
- K1 juniores: 49º.-Carlos Matos.
- K juniores femininos: 13ª.-Luciana Pires.
- K2 juniores: 9º.-João Framegas/Miguel Soares.
- K1 Veterabis A: 3º-André Santos; 4º.-Pedro Carvalho.
- K1 Veteranos B: 4º.-Paulo Gomes; 7º.-António Brinco; 12º.-João Ferreira.
- K2 Veteranos B: 3º.-João Ferreira/Paulo Gomes.
- K2 Veteranos C 2º.-Volodymyr Perekhodov/Valery Shuftykyin.
«Tive o prazer de fazer equipa com o meu grande amigo Filipe Vieira e alcançámos o 1°. lugar..., somos campeões nacionais..., as sensações foram muito boas», considerou Fábio Lopes, acrescentando que «agora é continuar a trabalhar, pois o caminho será ainda mais difícil e importante».
«Obrigado a todos pelo apoio, em especial a todos os elementos da Arcor», concluiu Fábio Lopes, referindo ainda que a prova apurava para o Europeu da distância.

Classificação por equipas

O Clube Náutico de Ponte de Limam venceu o Campeonato Nacional de Maratonas, somando 238 pontos - seguido do Prado (218) e do Gemeses (142. A Arcor foi décima classificada, com 57 pontos, mas 9 que o Saavedra Guedes (48), a outra equipa de Aveiro. O Fão foi último (2 pontos), em 30º. lugar.
O Ponte de Lima também venceu em Veteranos, com  112 pontos, seguido do Arnelas (96) e da Arcor (81). O último classificado (24º. lugar) foi o Arnelas, com 2 pontos

domingo, maio 28, 2017

A mina que abastecia a fonte do largo do Cruzeiro

A mina que abastecia a fonte do Largo do Cruzeiro ainda tem água, como
se vê na imagem. Água muito fresca, não sabemos se potável...
A água da mina, aparentemente, passava para este tanque,  
metro e meio a norte, e era canalizada até à fonte
 


O d´Óis Por Três, manifes-
tamente sem querer, «des-
cobriu» a mina que em tempos abasteceu a fonte que agora está na Rua Jacinto Bernar-
do Henriques (a da ponte) e que, tanto quanto se sabe, antiga-
mente estava no agora chamado 

Largo do Centro Social - que todos conhecemos por Largo do Cruzeiro e que já terá tido o nome deste senhor.
A explicação da sua utilidade foi-nos dada por uma octogenária ribeirense, que também  nos disse que a mina se prolongava pelo caminho paralelo à casa da sr. Rosa Pinheiro dos Reis. 
O d´Óis Por Três quis saber mais e navegou na net. Nem por acaso, o site «Óis da Ribeira | Notícias, Curiosidades, Histórias», de Luís Neves, lembra, numa publicação de data desconhecia mas referindo-se a Outubro de 1934, há, pois, 83 anos, que o assunto foi polémico, citando o jornal Soberania do Povo de 19 desse mês e ano: «Dizemos com franqueza que os serviços que a comissão administrativa da Junta mandou fazer na fonte do Largo Jacinto Bernardo Henriques não me parecem de grande utilidade e até prejudicam a estética do marco fontenário. Não teria sido preferível despender o dinheiro com a exploração da água, limpeza da mina e vedação da caixa-mãe da água?».
O texto não é assinado e uma semana depois, o mesmo jornal voltava à carga: «Vão recomeçar os serviços de canalização que há conduzir a água à fonte do largo Jacinto Bernardo Henriques, mais conhecido por largo do Cruzeiro. Serviços esses que já podiam estar concluídos se não fosse a má compreensão e as manobras de pessoas que se prestam a indispor os dirigentes e, no final das suas proezas, riem-se a bom rir dos incautos».
Uma nota de 2004, esta assinada pelo então director-adjunto do jornal, o ribeirense Celestino Viegas, e na mesma peça do site de Luís Neves, explica que «as obras de substituição da canalização tinha começado em Setembro de 1934 e eram consideradas «um melhoramento muito importante», porque, referia-se, o povo da freguesia «luta com dificuldades, há anos, para obtê-la sem interrupção». Mereceu, de resto, um subsídio da Câmara Municipal de Águeda: 5 770$00. Uma verdadeira fortuna para a época».
A fonte não em agora qualquer utilidade, para além de embelezar o espaço onde se localiza, mas, lá estando, pode ajudar a «refrescar» as memórias dos ribeirenses mais novos, que desconhecem esta actualidade de há 83 anos!

sábado, maio 27, 2017

Reabilitação da cobertura do centro social e sede da Junta

O presidente Mário Martins é o primeiro do lado esquerdo, aqui com outros
presidentes de Junta, presidentes e vereadores da Câmara de Águeda

O tecto tem infiltrações de água e está 
assim, ou provavelmente pior, desde 2013


A Junta da União de Freguesias de Travassô e Óis da Ribeira assinou com a Câmara Municipal de Águeda o contrato administrativo que, finalmente, vai permitir a reabilitação da cobertura do edifício do centro social de Óis da Ribeira - erradamente designado como centro cívico.
O edifício, recordamos, inclui as instalações sociais da Arcor e a sede da União de Freguesias de Travassô e Óis da Ribeira. 
Há mais de 4 anos que a obra esperar ser feita e foi ano passado «ultrapassada nas curvas» pelo apoio camarário às obras do salão paroquial de Travassô. Uma obra particular, que teve o inesperado voto favorável dos eleitos de Óis da Ribeira, que aprovaram a proposta do executivo de Mário Martins - que, como autarca, não se importou de puxar para a terra dele e o interesse da paróquia (sem que nada tenhamos contra ela, como é óbvio), o que deveria ser aportado para um edifício público, que é propriedade da Junta de Freguesia.
A comparticipação camarária, tanto quanto nos parece ler no cartaz da imagem, do lado esquerdo e em frente a Mário Martins) é de 17 500 euros.

Óis da Ribeira no orçamento Participativo de Águeda



A edição 2017/2018 do Orçamento Participativo de Águeda (OP-Águeda) é de 500 000 euros e as candidaturas já estão abertas. Dia 30 de Maio haverá uma reunião de esclarecimento para a União de Freguesias de TravasssÓis, na sede da Banda 12 de Abril.
O OP-Águeda envolve voluntariamente cidadãos com 16 ou mais anos, naturais e/ou residentes no concelho, bem como os afetos por razões académicas, na apresentação, priorização e votação de propostas para as Grandes Opções do Orçamento e Plano de 2018.
Plataforma Participativa está preparada para um sistema de votação através de tablets, pelo que, tal como na anterior edição, não haverá votos em papel nesta fase. Nas sessões de votação, será possível que as pessoas "infoexcluídas" possam exercer os seus 2 votos, com o apoio da equipa do OP-Águeda.
A sessão de esclarecimento de TravassÓis está marcada para as 21 horas (até às 23) de 30 de Maio, na Vanda 12 de Abril.

sexta-feira, maio 26, 2017

Nacional de Esperanças e Paracanoagem em Óis da Ribeira

O cartaz oficial da prova

A Arcor vai organizar o Campeonato Nacional de Esperanças II de Canoagem, marcado para o próximo 4 de Junho de 2017. Simultâneamente, decorrerá a Taça de Portugal de Paracanoagem!
A prova de esperanças é aberta a atletas dos escalões de infantis, iniciados, menores e cadetes (masculinos e femininos), em K1 e K2. As tripulações de C1 e C2 disputarão os escalões de infantis e cadetes (também em femininos e masculinos) - que pagaiarão voltas à pista da pateira consoante as respectivas idades.
Croqui da pista e organização
A organização desportiva é da Federação Portuguesa de Canoagem (representada pelo dirigente Ricardo Machado), da Secção de Canoagem da Arcor (Paulo Framegas, Paulo Gomes e António Brinco) e do Conselho Nacional de Arbitragem (Adriano Santos).
A abertura do secretariado oficial da prova está marcada para as 8,30 horas, no hangar de canoagem da Arcor, seguindo-se a reunião de delegados (9). O início das provas está marcado para as 10 horas e a segurança será da responsabilidade dos Bombeiros Voluntários de Águeda.

Ranking de clubes e de medalhas


A Federação Portuguesa de Canoagem actualizou os dados desportivos da época e o Clube Naútico de Ponte de Lima lidera o ranking de clubes e o das medalhas conquistadas. 
O ranking de clubes pontua para o Troféu Jogos Santa Casa e o CN de Ponte de Lima soma 689 pontos, seguido do Náutico do Prado (519) e do Náutico de Crestuma. A Arcor está em 15º. lugar, com 24 pontos, entre 74 clubes.
Quando ao ranking de medalhas, o CN de Ponte de Lima conquistou 85, até ao momento: 33 de ouro, 24 de prata e 28 de bronze. O Náutico de Crestuma tem 48: 23 de ouro, 13 de prata e 12 de bronze. O Darque KC é terceiro, com 36: 16 de ouro, 11 de prata e 9 de bronze.
A Arcor é a 26ª. classificada, com 16 medalhas: uma de ouro, 5 de prata e 10 de bronze - entre 45 clubes com atletas medalhados. Nada mau, bem pelo contrário!

quinta-feira, maio 25, 2017

Homenagem ao Diácono Permanente Fernando Reis

O Bispo de Aveiro presidiu à Eucaristia de Acção de Graças pelos 29 anos de
ordenação de 6 Diáconos Permanentes. Da esquerda para a direita, Luís Pelicano,
Fernando Martins, professor Augusto Semedo, D. António Moiteiro, o ribeirense

Fernando Reis Duarte de Almeida, Joaquim Simões e Afonso Henriques

Os Diáconos Permanentes ordenados há 29 anos: Carlos
Merendeiro, Fernando Reis, João Casal, D. Manuel de Al-
meida Trindade (o então Bispo de Aveiro), Augusto Seme-
do, Sousa e Silva (não foi ordenado), Joaquim Simões, 

Fernando Martins e Daniel Rodrigues. Falta Luís Pelicano
O ribeirense Fernando Reis Duarte de Almeida foi um dos Diáconos Permanentes homenageados no dia 22 de Maio, por ocasião dos 29 anos da sua ordenação - a 22 de Maio de 1988. 
O casal Margarida e Fernando Reis
A Eucaristia de Acção de Graças foi celebrada na Igreja de Travassô, presidida por D. António Moiteiro, Bispo de Aveiro, concelebrada pelos padres Júlio Grangeia (de Travassô, Espinhel e Óis da Ribeira) e Hélder Gonçalves (da Paróquia de Requeixo) e participada por familiares e amigos dos Diáconos Permanentes, três deles de Águeda: além de Fernando Reis, também o professor Augusto Manuel Gomes Semedo e Afonso Henriques Campos de Oliveira.
Dom António Moiteiro fez a apresentação de cada um deles e Júlio Granjeia, Arcipreste de Águeda, sublinhou na sua página de facebook, que «foi com certo orgulho e regozijo que constatámos que três dos Diáconos ali presentes, pertencem ao Arciprestado de Águeda:
- Afonso Henrique Campos de Oliveira, de Recardães;
- Augusto Manuel Gomes Semedo, de Águeda;
- Fernando Reis Duarte de Almeida, de Óis da Ribeira.
Além deles, também:
- José Joaquim Pedroso Simões, da Gafanha da Nazaré;
- Luís Gonçalves Pelicano, da Palhaça; e
- Manuel Fernando da Rocha Martins, da Gafanha da Nazaré e também jornalista, ao serviço da Diocese.
O Bispo de Aveiro lembrou os três Diáconos Permanentes já falecidos, representados nesta Missa por alguns familiares:
- Carlos Merendeiro da Rocha, da Gafanha da Nazaré, falecido em 17 de Fevereiro de 2003;
- Daniel Rodrigues, da freguesia da Glória, em Aveiro, também jornalista e falecido em 29 de Novembro de 2010; e
- João Afonso Casal, também da freguesia da Glória, falecido em 25 de Abril de 2014.
- Dados DAQUI e DAQUI

quarta-feira, maio 24, 2017

Fábio Lopes em 5º. e 8º. lugares na Taça do Mundo de Canoagem


Fábio Lopes, canoísta
internacional da Arcor

O canoísta internacional Fábio Lopes, da Arcor, foi 5º. classificado na prova de C1 5000 metros da Taça do Mundo que se disputou em Montemor-o-Velho, a 21 de Maio de 2017.
O atleta arcoriano fez o tempo de 00:01:36.700, mais 00.24:13.620 que o vencedor, o cubano Serguey Torres. Outro cubano, Fernando Jorge, foi segundo e o português Rui Lacerda foi terceiro, com o tempo de 00:23:40.440. O quarto lugar foi para o checo Jakub Brezina (00:24:04.479). Depois de Fábio Lopes, classificou-se o checo David Machacek (sexto, com 00:25:49:200). 
Fábio Lopes também correu a distância de 500 metros, em C2 e fazendo equipa com Filipe Vieira, do Sporting. A equipa ficou em 8º. lugar, com o tempo de 00:01:55.292, a 13,930 milésimos de segundo da dupla ucraniana formada por Dmyttro Ianchuk e Taras Mishchuk. 
Parabéns!

terça-feira, maio 23, 2017

Nossa Senhora de Fátima em 2018!

A comissão de festas de Nossa Senhora de Fátima para o ano de 2018


A comissão de festas de Nossa Senhora de Fátima para o ano de 2018 foi nomeada, aceitou e tomou posse, recebendo os ramos no adro da igreja, no final da procissão deste ano - no último domingo (anteontem, dia 21 de Maio de 2017).
Os comissários estarão certamente à altura, com a particularidade de os juízes serem dirigentes da Arcor. Mário Marques (presidente, o primeiro do lado esquerdo) e Liliana Alves (secretária, a primeira, também do lado esquerdo). Só não é a «arcorização» da dita comissão, porque também a integra um dirigente da Tuna, António Reis (secretário da direcção).
Felicidades e boa festa!

segunda-feira, maio 22, 2017

Nossa Senhora de Fátima «prafrentex...»

Festa de Nossa Senhora de Fátima 2017 em Óis da Ribeira

Fátima 2017: Victor Fernandes, Rui Cardoso, Carlos 
Pereira e Rui Fernandes, Mariana Pinheiro, Fernanda
 Viegas, Gaby Reis e Solange Oliveira

As festas em honra de Nossa Senhora de Fátima já terminaram e para a história fica a infinita bondade e desprendimento com que um grupo dito de música se apresentou na noite de sábado, em Óis da Ribeira, elas praticamente como Deus as trouxe ao mundo, o que é sempre muito interessante e muito expressivo e evocativo do chamado pecado original com que todos nascemos.
Nossa Senhora de Fátima, a Mãe de Deus e de Cristo e De Todos Nós, lá do Alto do Céu Eterno de onde Ama seus filhos e onde repousa das emoções papais de uma semana antes, certamente abençoou a nudez de pecados do seu Povo crente.
A comissão de festas está de parabéns: deu festa, deu música e fez lembrar a todos os romeiros da noitada de sábado como ao mundo viemos e como devemos ir: nus nascidos e com o pecado original, que o baptismo purificou, mas salvos das faltas leves que foram veniais nas nossas vidas. E mesmo das faltas graves, de que nos arrependemos e delas seremos absolvidos da sua mortalidade (o pecado mortal), para que nos seja fechado o caminho do inferno, a caminho da eterna ventura do Céu!
 A comissão de festas aprimorou-se no programa e, para memória futura, aqui a deixamos imortalizada em imagem. Ver AQUI. Mais fotos, AQUI. Também AQUI. E ainda  AQUII

domingo, maio 21, 2017

Tiago de bronze na taça do Mundo de Canoagem

Tiago Tavares no pódio do C1 200 metros da Taça do Mundo de Canoagem,
este manhã, no Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho


O canoísta internacional Tiago Tavares, da Arcor, conquistou a medalha de bronze na prova de C1 200 metros da Taça do Mundo de Canoagem.
A prova está a decorrer em Montemor-o-Velho e o atleta de Óis da Ribeira fez o tempo de 39.868 segundos, mais 428 milésimos de segundo que o checo Martin Fuksa (39.440, o medalha de ouro), e a 252 do português Hélder Silva, segundo classificado e medalha de prata.
Parabéns!

A política do diz-que-diz em TravassÓis...


Diz-se que se diz por TravassÓis... que as eleições autárquicas locais andam a bulir com as emoções (e as contracções e  as ambições)  de muito boa gente, quer de Travassô, quer de Óis da Ribeira.
Que muita gente quer ver alguns dos actuais eleitos pelas costas - quer do executivo quer da Assembleia de Freguesia.


Mário Martins

1 - Que o presidente Mário Ramos Martins será o candidato da Lista Independente afecta à que, para a Câmara Municipal de Águeda, é liderada por Jorge Almeida.
A ser assim, uma vez mais muda de cor partidária para ser presidente: foi candidato (azul) e eleito pelo CDS,  foi (é, rosa) pelo PS, será (da cor de quem quer o poder) este ano pelos independentes?
Mário Ramos Martins, aliás e a concretizar-se esta ideia peregrina, seguirá as pisadas políticas do seu) mentor Jorge Almeida: também foi eleito pelos azuis do CDS (e eleito presidente da Junta de Freguesia de Macinhata do Vouga) e depois virou-se para o rosa PS (na Câmara Municipal de Águeda e desde há 12 anos).
Onde cheirar a poder, aí estão eles...


Sérgio Neves

2 - Que o PSD repetirá a candidatura de Sérgio Neves, ainda que um tanto contra a vontade da Concelhia de Águeda e de uma boa franja de militantes social-democratas de Travassô, que não se revêm no estilo e na forma com que actuou enquanto presidente da Assembleia de Freguesia.
Que Mário Pires, que já foi presidente da Junta de Freguesia de Travassô, eleito pelo PSD, irá ocupar um dos primeiros lugares da lista das autárquicas de 2017.
E que está por decidir em que lugar entrará o primeiro candidato de Óis da Ribeira - onde, há 4 anos, o PSD foi o partido mais votado e Germano Magalhães Venade foi o segundo da lista (depois de Sérgio Neves).
Que Manuel Duarte Marques de Almeida, o Capitão, poderá subir a nº. 2 da lista, capitalizando os seus 20 anos de secretário da Junta de Freguesia de Óis da Ribeira.

Horácio Tavares


4 - Que o PS está com sérias dificuldades para formar lista - a que será eventual alternativa à «fuga» de Mário Martins (e seus acólitos) -, admitindo-se mesmo que o partido não se apresente a votos, por não arranjar um primeiro candidato de peso eleitoral.
Que Diamantino Correia e Vital Santos, dois dos socialistas de Óis da Ribeira da Assembleia de Freguesia, não se candidatarão este ano.
Que António Horácio Tavares poderá vir a ser o primeiro (foi o 7º. em 2013) por Óis da Ribeira - se for formada. Ou até mesmo o primeiro da lista, caso se forme. Isto porque os socialistas querem, a todo o custo, apresentar lista (mesmo que não ganhadora) para diluir a influência eleitoral dos independentes - que na União de Freguesias, quer principalmente para a Câmara e Assembleia Municipal.


Aníbal Saraiva

5 - Que a CDU - a Coligação Democrática Unitária, do PCP e de Os Verdes - poderá apresentar uma lista, eventualmente liderada por Aníbal Saraiva, comerciante em Óis da Ribeira e que, nesta freguesia, já foi candidato do PS (em 2001) e do Bloco de Esquerda (em 2005).
A acontecer, será o primeiro eleitor de Óis da Ribeira a liderar uma lista nas eleições autárquicas da União de Freguesias de Travassô e Óis da Ribeira (TravassÓis).
O seu peso eleitoral, e salvas as devidas circunstâncias temporais, poderá medir-se pelos resultados das suas duas candidaturas: teve 87 votos quando se apresentou pelos socialistas. Pelos bloquistas (BE), «desceu» para 30. 



Apresentação
das listas

As candidaturas para estas eleições autárquicas tem de ser oficializadas até ao dia 7 de Agosto de 2017. 
Podem ser apresentadas pelas seguintes entidades: 
- a) Partidos políticos; 
- b) Coligações de partidos políticos constituídas para fins eleitorais; 
- c) Grupos de cidadãos eleitores. As chamadas listas independentes.
Óis da Ribeira apenas uma vez teve uma lista independente entre as candidatas: a LIOR, em 2005, liderada por Diamantino Correia. Teve 123 votos. O Bloco de Esquerda de Aníbal Saraiva ficou-se pelos 30 e o PSD de Fernando Pires venceu as eleições com 334)

sábado, maio 20, 2017

O Sindicato Independente dos Gestores do Movimento Associativo



A noite de procissão das velas, ontem, em Óis da Ribeira, na festa de Nossa Senhora de Fátima, foi oportunidade para se saber da formação do Sindicato Independente dos Gestores do Movimento Associativo - o SIGMA. 
Não sabemos (o d´Óis Por Três não sabe) a que frente sindical pertence, mas para o caso não interessa se à CGTP, se à UGT.
O que se sabe, com espanto e amargura, é que uma nova direcção associativa assumiu, em píncaros de pés e no «tribunal» de uma reunião do colectivo (entre direcção e trabalhadoras), pela teatral voz de um elemento do executivo, que há que pagar mais às trabalhadoras. 
O que é justo!
Não à exploração do povo trabalhador! É evidente!
Não à ditadura dos capitalistas empregadores! Pois claro!
E por aí fora!
Dá-se o caso de algumas instituições, pelo bom ou mau governo directivo que tiveram, cada vez mais têm menos dinheiro para mandar cantar um cego.
Para pagar aos(às) trabalhadores(as)!
Para pagar a fornecedores!
Para fazer a manutenção dos seus móveis e equipamentos! Do seu património imóvel.
Quanto mais para pagar eventuais horas extraordinárias!
Quanto mais para admitir mais pessoal!
Quanto mais numa instituição que, há poucos dias, aprovou um prejuízo de mais de 12 000 euros no ano de 2016.
Isto é: mais de 1000 euros por mês!
Cada qual é livre de se sindicalizar onde e como quiser.
Mas que se propõe dirigir uma instituição precisa de, minimamente, saber o que anda a fazer, o que quer dirigir e onde vai buscar fundos para as patetices que alimentam os seus egos deslumbrados e a irresponsabilidade com que pensam poder dirigi-las. 

sexta-feira, maio 19, 2017

Tiago Tavares e Fábio Lopes na taça do Mundo de Canoagem

Tiago Tavares e Fábio Lopes, atletas internacionais da Arcor


Os atletas internacionais Tiago Tavares e Fábio Lopes, ambos canoístas da Arcor, integram a seleção nacional que, de hoje (dia 19 de Maio) até domingo (21) disputa  primeira Taça do Mundo de Velocidade da época 2017, que inicia o novo ciclo olímpico - o de Tóquio 2020.

A prova vai decorrer em Montemor-o-Velho, com participação de mais de 500 atletas (de cerca de meia centena de países) e é a a terceira taça do mundo que se realiza em Portugal e o quarto evento internacional promovido no Centro de Alto Rendimento desta localidade do centro do país.

O circuito mundial deste tipo de provas começa em Portugal e continua na semana seguinte na Hungria (Szeged), acabando em Belgrado, na Sérvia (Belgrado).

 Tiago Tavares, recordemos, é o campeão do mundo e vice-campeão da Europa, em títulos, na distância de 200 metros livres, em C1, escalão de sub-23.

quinta-feira, maio 18, 2017

A política ribeirense de pai para fiho(a) - 15

A lista do PS de Carla Tavares, em 2009: Sérgio Carvalho. Ricardo Ferreira, Carlos
Pereira. Filipe Araújo, Luís Neves, Diamantino Correia, Miguel Tavares, Jorge
Brandão, CARLA TAVARES, NN, Carla Costa, Vasco Fragoso, Vital Santos, Filo-
mena Soares, Eugénio Pinheiro e Jorge Tavares. A lista envolvia 23 candidatos

A socialista Carla Eliana da Costa Tavares, advogada ribeirense com tradições políticas familiares, foi a primeira e única mulher a candidatar-se à presidência de Junta de Freguesia de Óis da Ribeira. Foi nas eleições autárquicas de 2009 e enfrentou a lista do veterano social-democrata Fernando Tavares Pires (que então recolheu 277 votos e capitalizou 4 mandatos). 

O PS de Carla Tavares teve 220 e elegeu três membros da Assembleia de Freguesia. Ela própria, Luís Carlos dos Santos Neves e Carlos Manuel Marcos Pereira.

Carla Eliana Costa Tavares

1 - Carla Tavares é, actualmente, deputada do PS na Assembleia de República, substituindo Fernando Rocha Andrade, que é secretário de Estado dos Assuntos Fiscais. Era o nº. 2 da lista e Carla Tavares a sexta e o PS elegeu 5 deputados. 
2 - É filha de Agostinho Albino Pires Tavares, que foi presidente da Junta de Freguesia (no mandato de 1980/1982) e da Assembleia de Freguesia (em 1983/85), sempre eleito pelo PS. Candidato do PSD em 2001, assumiu a presidência da AF a 29 de Abril de 2004, substi-
tuindo Jorge Soares. Voltou a ser 
Agostinho A.
Pires Tavares
A. Horácio
P. Tavares
candidato do PSD em 2005 (10º.) e do PS em 2013 (em 33º. lugar).
3 - É sobrinha de António Horácio Pires Tavares, candidato do PS em 1989 (8º.) e em 2013 (7º. lugar).
4 - É sobrinha-neta de Ernesto Alves de Almeida, candidato (10º. lugar) do PS nas eleições de 1979.
5 - É prima de Hernâni Framegas dos Reis, marido de Elisabete Soares de Almeida e genro de Ernesto Alves de Almeida, que foi candidato do CDS em 1976 (1º. da lista)  
Ernesto Almeida

José Melo
Oliveira
e do PSD em 1989 (3º. lugar e eleito tesoureiro da Junta de Freguesia).
6 - É prima de José Melo de Oliveira, marido de Rosália Soares de Almeida, que foi candidato do PSD em 1985 (5º.), em 1989 (6º. lugar e eleito 2º. secretário da Assembleia de Freguesia) e 1993 (10º.) e do PS em 2013 (51º. lugar).
7 - É prima de Norberto Simões Pires Estima, pai de Carlos Manuel C. Estima, candidato do PS em 1979 (4º.), em 1982 (11º.) e em 1985 (6º. lugar).
8 - É prima de Carlos Manuel da Costa Estima 
Hernâni F. Reis
A. Jorge
Brandão
(filho de Norberto S. P. Estima), que foi candidato do CDS em 1989 (4º.) e do PS em 1997 (10º. lugar).
9 - É prima de Leonildo Soares da Costa, pai de Carla Andreia Oliveira Costa, que foi candidato do PSD em 1989 )9º.) e da LIOR em 2005 (4º. lugar).
10 - É prima de Carla Andreia de Oliveira Costa, filha de Leonildo Costa, que foi candidata do PS em 2009 (12ª.) e em 2013 (14º. lugar).
11 - É prima de Danilo Soares da Costa, pai de 
Ana Isabel Costa, que foi candidato nas lis-
Norberto Estima
João A.
Ferreira
tas do PS em 1979 (11º.), em 1982 (10º.), em 1989 7º.) e em 2013 (20º. lugar).
12 - É prima de Ana Isabel Costa (filha de Danilo Soares da Costa), candidata do PS em 2013 (19º. lugar da lista).
13 - É prima de Carlos Alberto da Costa Fernandes, o Teco, candidato (4º. lugar) da APU, actual CDU, nas eleições autárquicas de 1985.
14 - É prima de João Alberto de Jesus Ferreira
(casado com irmã de Carlos Alberto, o Teco, e Samuel Fernandes, que foi candidato do PSD em 2005 (9º.), em 2009 (8º.) e em 2013 (10º. lugar).
Samuel Fernandes
Carlos Alberto
da Costa Fer-
nandes (Teco)
15 - É prima de Samuel da Costa  Fernandes (irmão de Carlos Alber-
to, o Teco), candidato do PSD (29º. lugar) em 2013, já na União de Freguesias da TravassÓis.
16 - É prima de António Jorge Reis Brandão, candidato do PS em 1997 (7º.), em 2001 (13º.), 2009 (7º.) e 2013 (11º./27º.) e da LIOR em 2005 (12º.).
- NOTA: A lista poderá ter imprecisões e/ou omissões. Sugestões: doisportres2@gmail.com.


quarta-feira, maio 17, 2017

A política ribeirense de pai para filho(a) - 14

A lista do PS nas eleições autárquicas de 1997, há 20 anos: Paulo Gomes,
Armando Reis, Jorge Brandão, ANTÓNIO JOSÉ TAVARES, Armando
Ferreira. Eugénia Martinho, Carlos Estima, Arlindo Reis, António Almeida e
Salvador Soares de Almeida


António José dos Reis Tavares, aos 29 anos, foi candidato a presidente da Junta de Freguesia de Óis da Ribeira, liderando a lista do PS nas eleições autárquicas de 1997.
O acto eleitoral foi disputado por três listas: a do PS e as do PSD (de Fernando Tavares Pires) e do CDS (Albertino Gomes Soares). Ganhou o PSD, com 341 votos, seguido da lista socialista (93) e da democrata-cristã (55).
António José Reis Tavares


1 - António José dos Reis Tavares candidatou-se e liderou a lista do PS em 1997, com uma forte promessa eleitoral: «Se os elementos do Partidos socialista foram eleitos, abdicam dos vencimentos que e lei lhes atribui, em favor da sua terra».
2 - A candidatura de 1997 foi a sua segunda intervenção eleitoral autárquica ribeirense. Tinha sido o quinto da lista de Armando Tavares dos Reis em 1989. Voltou a ser candidato socialista, mas o último (14º.) da lista apresentada por Aníbal Marques Saraiva, em 2001.
F. Jorge dos
Reis Tavares
Salvador S.
Almeida
3 - É irmão de Fernando Jorge dos Reis Tavares, candidato do PS em 2001 (9º.), em 2009 (19º.) e em 2013 (26º.) e da LIOR em 2005 (11º. lugar).
4 - É genro de Salvador Soares de Almeida, que foi candidato do PS em 1989 (2º.) e em 1997 (9º. lugar).
5 - É sobrinho de Leonildo Soares da Costa (marido da tia Marília), que foi candidato do PSD em 1989 (9º.) e da LIOR em 2005 (4º. lugar).
6 - É sobrinho de Nelson Osvaldo
Gil M. Reis
Joaquim Oliveira
(Ministro)
 Soares de Almeida, irmão do sogro Salvador e candidato do CDS em 1979 (6º. lugar), que faleceu antes do acto eleitoral.
7 - É sobrinho de Rosa Maria de Almeida Melo de Oliveira, que foi 55ª. candidata da lista do PSD em 2013.
8 - É sobrinho-neto de Gil Martins dos Reis, que foi candidato do CDS (12º. lugar) em 1979.
9 - É sobrinho-neto de Joaquim Oliveira (Ministro), candidato
Leonildo S.
da Costa
Carla
Costa
da lista do CDS (8º. lugar) em 1985.
10 - É primo de Joaquim Ferreira da Rosa (Albitar), que foi candidato do CDS em 1979 (8º.) e em 1982 (9º. lugar).
11 - É primo de António de Oliveira Morgado Abrantes, que foi candidato do CDS em 1982 (6º.) e em 1997 (5º.) e do PSD em 1985 (4º. lugar e então eleito presidente da Assembleia de Freguesia).
12 - É primo de António Salvador Soares de Almeida 
Miguel Souto
António Oliv.
Morgado
Reis, que foi candidato do CDS em 1989 (2º.) e em 1993 (10º.) e do Bloco de Esquerda em 2005 (9º. lugar).
13 - É primo de Germano Magalhães Venade, que foi candidato do PSD em 2005 (7º.), em 2009 (5º.)  e em 2013 (2º. lugar).
14 - É primo de Alexandre Miguel de Oliveira Souto, já falecido, neto de 
Joaquim Oliveira (Ministro, já fale-
cido), filho de Carolina Olivei-
ra, que foi candidato da LIOR (10º. lugar) em 2005.
Ana Luísa e...
Filomena Maria
Gomes Soares
 15 - É primo de Carla Andreia de Oliveira Costa, Filha de Leonildo, que foi candidata do PS em 2009 (15ª.) e em 2013 (14º. lugar).
16 - É primo de Álvaro Manuel Estima Soares, filho de Albertino e Marinela Santos Estima, candidato do CDS em 1989 (6º.) e do PSD em 1993 e 1997 (9º.), em 2001 (11º.) e 2013 (26º. lugar).
17 - É primo de Maria de Fáti-
ma Figueiredo dos Reis, esposa de Álvaro Manuel Estima Soares e candidata
Álvaro Soares
Fátima Reis
 (6º. lugar) da lista do PSD em 2013.
18 - É primo de Filomena Maria Estima Soares, também filha de Albertino e Marianela, que foi candidata do PS em 2009 (18º. lugar).
19 - É primo de Pedro Miguel Estima Soares, irmão de Filomena Maria, Álvaro e Ana Luísa, candidato do PSD em 2005 (8º.), em 2009 (6º.), e em 2013 (14º. lugar).
20 - É primo de Ana Luísa Estima Soares, irmão de Álvaro Manuel, Pedro Miguel e
Emanuel  Venade (filho) e
Germano Venade (pai)
Filomena Maria. Foi candidata do CDS em 1997, na lista liderada pelo pai (Albertino Gomes Soares).
21 - É primo de Francisco José Melo de Oliveira, filho de Rosa Maria de Almeida Melo Oliveira (nº. 7 desta listagem) e José Martins de Oliveira (irmão da mãe,  Maria Martins de Oliveira). Foi candidato do PSD (38º. lugar) em 2013.
22 - É primo de Emanuel de Almeida
Francisco J.
M. Oliveira
Rosa 
Maria 
Melo
Venade, filho de Germano Venade e Filomena Almeida, que foi 59º. candidato do PSD em 2013.
23 - É primo de Manuel Duarte Marques de Almeida (Capitão), que foi candidato do PSD em 1993 e todas as eleições seguintes e eleito tesoureiro da Junta de Freguesia nos mandatos de 1993/97, de 1998/201, de 2001/2005, de 2005/2009 e 2009/2013; foi o nº. 4 da lista do mesmo PSD nas eleições da 2013, as primeiras da União de 
Freguesias e é secretário da Assembleia de Freguesias
Manuel Almeida
(Capitão)
Mariana
Almeida
 da União de freguesias de Travassô e Óis da Ribeira - TravassÓis.
24 - É primo de Mariana Almeida, filha de Manuel Duarte Marques de Almeida (Capitão), que foi candidata (13º. lugar) do PSD em 2009.
25 - É sobrinho-bisneto de Manuel Si-
mões dos Reis (Manuelzito), que foi tesoureiro da Junta de Freguesia de 1941/42, presidida por Armando Resende.
- NOTA: A lista pode(rá) ter alguns erros de pormenor e/ou omissões. Aceitam-se suestões para o email doisportres2@gmail.com