segunda-feira, novembro 30, 2015

Visita pastoral do Bispo de Aveiro





A visita do Bispo de Aveiro (na foto, ao lado) à Paróquia de Óis da Ribeira já tem programa desconhecido.

O evento vai decorrer no dia 4 de Dezembro de 2015, a próxima sexta-feira, e é o seguinte:
- 14,0 horas: Visita à Escola Básica, com cumprimentos ao corpo docente.
- 15,00 horas: Visita à Arcor, incluindo a Celebração da Palavra, com unção dos doentes e/ou idosos.
- 16 horas: Visita à capela de Santo António e ao Parque da Pateira de Ois da Ribeira.
- 17, 00 horas: Apresentação de cumprimentos na Junta de Freguesia.
- 17,30 horas: Confissão de doentes.
- 19,00 horas:Celebração da Eucaristia na igreja matriz,  seguida de assembleia paroquial.
- 21,00 horas: Jantar com os catequistas das Paróquias de Óis da Ribeira e Espinhel (Centro e Paradela).

domingo, novembro 29, 2015

Carla Tavares, a deputada de Óis da Ribeira





A ribeirense Carla Tavares tomou posse como deputada do PS na Assembleia da República, no dia 27 de Novembro, depois da saída (do Parlamento) dos eleitos Pedro Nuno Santos e Fernando Rocha Andrade, para o Governo de António Costa.
Carla Eliana da Costa Tavares tem 38 anos e é licenciada em Direito pela Universidade de Coimbra, com escritório de advogacia em Aveiro, desde 2004. Filha de Agostinho Tavares e Fernanda Costa.
É deputada da Assembleia Municipal de Águeda desde 2005 e 1ª. secretária da Mesa desde 2013. Foi membro mda Assembleia da Grande Área Metropolitana de Aveiro (GAMA) e, actualmente, da Assembleia Intermunicipal da Região de Aveiro, também desde 2013. É presidente do Departamento Federativo de Aveiro das Mulheres Socialistas. Em 2009, foi candidata à presidência da Junta de Freguesia de Óis da Ribeira, também pelo PS. Foi dirigente da Arcor e é a presidente da assembleia geral da Tuna.
Notícia DAQUI

sábado, novembro 28, 2015

As floreiras eram para embelezar um contentor de lixo

O mistério das floreiras e do lancil colocados no espaço que foi a casa de Maria Eugénia e agora seria local nobre da freguesia, mesmo em frente à Igreja, afinal está desfeito: era para enquadrar um contentor de lixo.
A foto que hoje publicamos foi-nos enviada por leitor do d´Óis Por Três e é datada de 11 de Novembro deste ano de 2015. Ainda lá estava o contentor, que foi retirado em data desconhecida e por desconhecido(s). 
Colocar um contentor neste local é uma bizarria, um desrespeito, uma descortesia, um insulto ao bom povo de Óis da Ribeira. É estranho que quem tal decidiu o faça de forma descarada e ofensiva, desprezando as atenções de que são credores os moradores da antiga vila de Óis da Ribeira.
Quem o tirou, não se sabe. Nem para onde foi.
A verdade é que, mais de duas semanas depois, tal investigação (se a houve) nada apurou e a (des)União de Freguesias continua a provocar, com estas (in)subtilezas, uma comunidade  que também não tem, pelos vistos, quem a defenda.
- Nota do 2x3: Obrigado ao leitor 
que os enviou esta foto.

sexta-feira, novembro 27, 2015

A reunião sobre a ponte que nunca mais é...



A reunião sobre a ponte que nunca mais é atraiu pouca gente ao encontro da sede oficial da União de Freguesias, em Óis da Ribeira. A boa gente ribeirense parece pouco disposta a ouvir o parlapeé do costume, pelos senhores do costume - neste caso menos os do executivo da (des)União de Freguesias de TravassÓis, que se deu ao desplante de nem lá pôr os pés. 
Este executivo, presidido por Mário Martins e com Horácio Santos (tesoureiro) e Maria Lúcia Castro Morais (secretária) - segundo se lê na página oficial da Câmara Municipal de Águeda -, dá-se a estas desconsiderações e continua impante na sua natureza e indiferente e desprezando os interesses do povo de Óis.
É lamentável.
Quanto à ponte, poucas novidades. Ou nenhumas. A dita reunião nada acrescentou ao que já se sabia e nem o vice-presidente da Câmara deu quaisquer garantias quando às obras. Também se forem as mesmas que deu há pouco mais de ano e meio sobre o construtor falido..., mais valeu pouco ou nada dizer.

quinta-feira, novembro 26, 2015

As placas sem memória para hoje e para o futuro

Há várias placas afixadas no muro do cemitério velho. Das quatro que as foto mostra, de duas percebe-se bem a que se referem: ao relógio oferecido pelo benemérito Benjamim Soares de Freitas e ao centenário da Banda Marcial de Fermentelos, celebrado em Óis, a 13 de Junho de 1970.
Já não se percebem (o d´Óis Por Três não percebe) as outras duas:
- «Restaurada pela Freguesia / Ano de 1959». O que é que foi restaurado? A igreja?
- «Ao António Cruzeiro a paróquia reconhecida / Ano 2013». Reconhecida porquê?
Acha o d´Óis Por Três que as placas deviam ser mais explícitas, para memória de hoje e do futuro já que, como estão, é manifestamente insuficiente. 

quarta-feira, novembro 25, 2015

O 1º. Encontro de Tunas de Óis da Ribeira



A Tuna de Óis está «em moda», por comemorar aniversário, pelo que vem mesmo a propósito lembrar que, há 20 anos, organizou o 1º. Encontro de Tunas do Concelho de Águeda. 
O panfleto anunciador e promotor frisa que foi integrado no 2º. aniversário da renovação da Tuna de Óis da Ribeira e que o programa incluía uma arruada de saudação aos habitantes (no dia 25 de Novembro, hoje justamente se fazem 20 anos) e, no dia 26, domingo, missa e romagem ao cemitério, em homenagem aos músicos já falecidos (10 horas) e desfile com as Tunas em direcção à pateira, onde decorreu o concerto. Lamentavelmente, não são referidos os nomes das Tunas participantes, pelo que não as podemos recordar.
Cartaz retirado da página do engº. Luís Neves,
vice-presidente da direcção da Tuna, DAQUI 

O aniversário da Tuna de Óis da Ribeira...

A Tuna de Ois da Ribeira comemorou 118 anos a 21 e 22 de Novembro de 2015 e hoje, da net, repescamos a reportagem do região de Águeda. O almoço comemorativo teve no salão cultural da ARCOR.
«Antes do almoço, teve lugar o mini-concerto da Tuna e a apresentação dos dois novos músicos da escola de música da Tuna, Moisés Matos Braz e Ana Rita Oliveira.
“Sabemos o que valemos e merecemos respeito pelo que valemos”, defendeu António Melo, presidente da direção da Tuna, na sua intervenção, lembrando que embora não possa ser comparada às bandas, “temos o nosso espaço”.
“Tivesse a Tuna num concelho do interior e seria uma banda de referência. Nós tivemos foi a sorte de termos em nosso redor referências musicais de grande valor”, afirmou o dirigente, referindo-se ao grande esforço que a Tuna faz para comprar instrumentos.
”A Tuna faz um esforço enorme para poder comprar um instrumento. Este ano, teve um orçamento de 4000 euros para instrumental e esgotou-o em dois instrumentos apenas”, disse, acrescentando: “Falta-nos apoio direto nesse campo, como acontece com as outras agremiações, através da UBA, que dispõe de uma verba para instrumentos». - Ver AQUI

terça-feira, novembro 24, 2015

As duas floreiras em frente à igreja


Óis, se calhar, passou a ser a terra dos fenómenos! Depois da ponte que nunca mais é (ou se calhar vai ser agora...) agora «prantaram» umas geringonças no novo espaço urbano da que foi a casa de Maria Eugénia, mesmo em frente à igreja. O espaço era para ser ajardinado? Era para ser parque de estacionamento? Era ou é para ser o quê?
O que lá está são duas floreiras e um bocado de lancil de cimento, com um sinal de obras na rua. Então aquilo é para quê e para que foi lá colocado há mais de uma semana? E quem mandou pôr?
Até parece que é a gozar com os ribeirenses!
É que não se vê, nem se imagina, a utilidade daquela coisada, que ali está deslocada, sem sentido estético (bem pelo contrário), ofendendo a dignidade do local, que é o mais público e significativo da terra.
Alguém pode explicar o que ali fazem aquelas duas  floreiras e o bocado de lancil que as une?

segunda-feira, novembro 23, 2015

O aniversário da Tuna de Óis da Ribeira

A Tuna de Óis da Ribeira festejou ontem o 118º. aniversário, entre muitos amigos,como se lê na sua página oficial. «Um obrigado desde já a todos quantos se associaram a nós neste dia, e a todos os que, por variados motivos, querendo, não puderam estar presentes», comentou o presidente António Melo.  - Ver AQUI

domingo, novembro 22, 2015

Renovação da (des)União de Freguesias de TravasssÓis

A nata da política local, agora aglutinada na plataforma convergente que junta o pê-pê-dê e o cê-dê-esse de TravassÓis, esteve ajantarada para, segundo o intrépido repórter Victor Melo, «pensar sobre Travassô e Óis da Ribeira e o que queremos da União», porque, segundo ele mesmo opinou, «renovação, precisa-se».
O que queremos da União, é fácil e não é preciso pensar muito: que seja unida. 
Quanto à renovação de que se precisa, já é certa. Basta olhar para as caras das fotos, de gente disposta a apoiar os pê-pê-dês. Ontem, hoje ou amanhã, desde que necessário. Sempre!
Ver mais fotos AQUI

sábado, novembro 21, 2015

O programa oficial do aniversário da Tuna


A Tuna de Óis da Ribeira está a comemorar o 118º. aniversário, no fim de semana de hoje e de amanhã. 
Sabe-se agora o programa, publicado no dia 18 na sua página de facebook. Hoje, dia 21 de Novembro, sábado, então, será a vez da arruada na freguesa, com início marcado para as 14 horas. 
Amanhã, 22 de Novembro e domingo, será o dia grande, com missa e romagem ao cemitério, em memória do dirigentes, músicos e sócios falecidos (10,15 horas), mini-concerto (12,15) e almoço comemorativo, no salão cultural da Arcor.
Entretanto, o presidente da direcção, António Melo, deu uma entrevista ao jornal Soberania do Povo, na qual fala de insuficiência de apoios para a aquisição de instrumentos, mas que o futuro da Tuna será tranquilo.
Pode ser lida AQUI.

sexta-feira, novembro 20, 2015

Obras da ponte foram adjudicadas pela segunda vez...

A notícia da semana - e notícia será, caso tal se venha a confirmar...,. pois gato escaldada da água fria tem medo... - é que a Câmara Municipal de Águeda adjudicou as obras da ponte de Óis da Ribeira - a que, até agora virtualmente, substituirá o aterro de mais de 62 anos que nos tiraram há mais de ano e meio.
Pronto, vamos acreditar que agora é que vai ser e que dentro de 7 meses (será?!) teremos ponte, cujas obras foram entregues a uma empresa de Penafiel, a  Edilages, pelo valor de 723 277,59 euros. Mais IVA. 
Deus queira que não seja como da primeira adjudicação, à tal Europa Ar-Lindo, de Braga, sobre a qual a Câmara Municipal de Águeda tudo jurou nas reuniões que teve com o povo de Óis da Ribeira. Falida, deu no que deu...

quinta-feira, novembro 19, 2015

O canto de ervas e lixo da Rua do Serrado



Palavras para quê? Outra vez, uma valeta cheias de ervas num espaço público de Óis. Erva viçosa, bem verdinha, a crescer por obra da ausência de limpeza, misturada com folhas de eucalipto e agulhas de pinheiro, a 30 metros da residência de um dos políticos locais (do PSD) que mais fala nas Assembleia de Freguesia e a uns cento e poucos de um ex-membro (do PS) do actual executivo e também por divina obra dos votos de quem ingenuamente acreditou neles, nos candidatos e nos eleitos, membro de mesma Assembleia de Freguesia de TravassÓis.
A imagem de baixo mostra bem o lixo e lenhas acumulados neste espaço, que bem podia ser bem tratado e respeitado pelo poder desunido de TravassÓis.
Com os providenciais políticos a morar nas barbas deste recanto da Rua do Serrado, seria expectável que o conhecessem. Se calhar, não! Nem são de Óis! Estarão a marimbar-se. 

quarta-feira, novembro 18, 2015

Valetas são campos de ervas e terra batida...

Palavras, para quê? É uma valeta de Óis da Ribeira, uma antiga vila de foral, que é esquecida e mal-tratada pela Junta de Freguesia da (des)União de Freguesias de TravassÓis. 
A foto é do último domingo, dia 15 de Novembro de 2015, e entre o miserável asfalto da Rua António Bernardino (que a foto nem mostra) e os passeios (onde os há...), o que é que existe? Há terra batida e ervas da altura do dito cujo (passeio). Há desmazelo e falta de respeito da autarquia pelo bom povo de Óis da Ribeira.
E o que é que fazem os eleitos ribeirenses da (des)União de TravassÓis? Nada. Aceitam o desaforo e nada fazem, nada contestam e nada reivindicam, que se saiba, para que a terra e o povo ribeirenses sejam respeitados. Se é para exerceram assim o vosso mandato, de-mi-tam-se!
Diz o d´Óis Por Três!

terça-feira, novembro 17, 2015

A festa de aniversário da Tuna de Óis da Ribeira

A Tuna Musical de Óis da Ribeira vai comemorar o 118º. aniversário nos dias 21 e 22 de Novembro de 2015, o próximo fim de semana. 
O d´Ois Por Três bem gostaria de aqui publicar o programa dos festejos, mas nem o site nem a página oficial de facebook da agremiação musical o publicam, pelo menos até hoje - que é dia 17, a apenas quatro da efeméride.
Nem dele falam as páginas de facebook do presidente António Melo e do vice-presidente Luís Neves - onde seria suposto que alguma novidade houvesse sobre o evento.
Assim sendo, apenas poderemos dizer que o almoço de festa será no dia 22 e no salão da Arcor. E convidar os amigos da associação a participarem. Sábado, dia 21, por certo será o da arruada vespertina.

segunda-feira, novembro 16, 2015

Magusto da Tuna ou da (des)União de Freguesias?



A Tuna de Óis da Ribeira fez anunciar que realizava o magusto na tarde de ontem e, para tal magnânimo e gastronómico momento, convidou «todos os sócios, amigos e ribeirenses». Em rodapé e quase despercebidamente, faz saber que a iniciativa teve apoio da Câmara Municipal de Águeda e da (des)União de Freguesias de Travassô e Óis da Ribeira, que toda a gente conhece por TravassÓis, com sede, precisamente, em Óis da Ribeira.
Tudo certo e até, convenhamos, muito bonito!
Ontem,  o d´Óis Por três não foi a magusto, nem de tal se lembrou, mas foi aos cemitérios de Óis e parou na cobertura da paragem dos autocarros do adro de igreja, onde está um placard com editais da (des(União de TravassÓis.  E o que é que viu?
Viu a (des)União de Freguesias a «convidar mais um ano todas as pessoas a participarem na comemoração do dia de São Martinho que esta Junta de Freguesia em Ois da Ribeira e em colaboração com a Tuna vão realizar a 15 de Novembro».
Em colaboração com a Tuna? 
Então não era o magusto da Tuna, com apoio da Câmara e da (des)União?
Então a (des)União arvora-se com esta lata a substituir-se à Tuna, fazendo crer que organiza uma coisa organizada pela Tuna?
O que dirá a isto o enigmático ex-líder do «falecido» CDS de Óis e actual presidente da Tuna? Cala-se e deixa passar para outros o trabalho da sua direcção?
E o seu «vice», o fotografável e notável socialista da nova vaga ribeirense? Cala-se, porque a (des)União é presidida pelo seu partido?
Porra, pá!

sábado, novembro 14, 2015

Catequese especial e magusto no adro da Igreja

A sexta-feira de ontem, dia 13 de Novembro de 2015, não foi dia de azar mas... de sorte, na Paróquia de Santo Adrião de Óis da Ribeira. 
As catequistas, na verdade, organizaram uma catequese especial e a actividade quase encheu a Igreja, envolvendo catequisandos e a comunidade, em geral. No final, houve magusto no adro.
Fotos e texto na página 
do Padre Júlio

sexta-feira, novembro 13, 2015

Por onde anda o teatro de Óis da Ribeira?



O Grupo de Teatro Amador da Arcor não apresenta peça há pelo menos 4 anos. É isso, pelo menos, o que se conclui da última notícia publicada no site de associação, sobre a sobredita matéria. 
As imagens que aqui publicamos foram retiradas do espaço net oficial e não deixam dúvidas:  A peça que a 10 de Julho de 2011 se anunciava era «O Avarento», de Molière, e depois dela não há mais notícia, pelo que se conclui que mais teatro não houve. E o d´Óis Por Três confirmou, por outras vias, que assim foi.
Então, srs. dirigentes da Arcor: manda-se assim às malvas a secular tradição popular e cultural da Óis da Ribeira? Então, foram eleitos para quê? O que estão a fazer, além de (não) dirigir?

quinta-feira, novembro 12, 2015

A ponte que nunca mais é ponte...


A questão da ponte chegou à Assembleia Municipal, pela pergunta da ribeirense Carla Tavares ao presidente Gil Nadais. Terá dito, segundo o jornal Região de Águeda, que a análise de propostas estará em fase final, seguindo-se a adjudicação. Dito isto, é seguro que os ribeirenses e todos os utentes da (antiga) ligação de Cabanões para Óis da Ribeira vão «gramar» um inverno sem ponte. E ainda terão de rezar a Nossa Senhora da Boa Memória, para não se esquecer de a nova adjudicação não ser feita a empresa falida, ou em pré-insolvência.
Lembram-se de uma tal Europa Ar-Lindo que em Abril do ano passado, há ano e meio, começou a obra? E no que deu tal adjudicação?!
Entretanto, e segundo a notícia do jornal, o próprio presidente camarário admite que «antes do inverno não haverá condições para avançar com os trabalhos».
Ora, se assim é... gaita pata isto tudo.

Afinal, os jacintos não são com a Câmara...


A Câmara de Águeda não se cansou de assumir elogios, porque, a certa altura, pôs a ceifeira pato bravo a limpar os jacintos da pateira, enchendo por isso o peito de água benta e o ceu de foguetes.
Agora, sobre a mesma limpeza da pateira, rejeita responsabilidades: a limpeza dos jacintos já não é com a Câmara, é com o Ministério do Ambiente. 
A notícia é
do Notícias de Aveiro:
«A responsabilidade de gerir a Pateira (que está integrada nos Municípios de Aveiro, Águeda e Oliveira do Bairro) é do Ministério do Ambiente e não dos Municípios ou das Juntas de Freguesia.
A Câmara Municipal de Aveiro (CMA) tem feito diligências junto do Ministério do Ambiente, nomeadamente da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), para que assumam as suas responsabilidades e invistam na boa preservação e manutenção da Pateira, nomeadamente no que respeita à gestão das pragas de jacintos. 
A APA, que até há dois anos atrás financiava as Juntas de Freguesia para fazerem trabalhos de remoção dos jacintos, que com esses recursos os faziam e sem eles não têm condições para os fazer, deixou de proceder a esse financiamento, alegando agora a APA a falta de recursos e a responsabilidade do ICNF.
O ICNF, embora reconhecendo a sua responsabilidade, assume que não tem recursos financeiros para fazer esse trabalho.
Urge resolver devidamente esta questão.
A CMA continuará a exigir que quem de direito, quem tem o dever e os recursos financeiros para executar este tipo de intervenções de conservação da natureza, no caso o Ministério do Ambiente (seja a APA seja o ICNF, ambas entidades do Ministério do Ambiente), assuma as suas responsabilidades e obrigações, e execute os investimentos de manutenção da Pateira, estando a CMA disponível para ser parte da solução, em cooperação com outras Câmaras Municipais e com as Juntas de Freguesia, no âmbito de um processo contratualizado e financiado pelo Ministério do Ambiente».
Notícia DAQUI
Foto DAQUI

quarta-feira, novembro 11, 2015

Selvajaria na placa de estacionamento do pároco




Alguém aproveitou a noite das bruxas para fazer este mimo às placas que indicam a reserva de estacionamento para a viatura do pároco da terra, em dia de celebração de cerimónias religiosas. Está lá já há vários anos e tinham de aparecer as bruxas para «justificar» esta selvajaria.
Tanto quanto de supõe, ou tanto quanto disseram ao d´Óis Por Três, a «brincadeira» terá sido feita por uns adolescentes da terra, identificados como autores de outras patetices na mesma noite. Ora se, na verdade, se sabe quem foi, porque não os intimar a limpar a asneira e a pedirem desculpa pública da parvoíce?
Seria, assim, uma boa ensinadela.

terça-feira, novembro 10, 2015

Magusto da Tuna de Óis da Ribeira


A Tuna de Óis da Ribeira vai organizar mais uma edição do seu magusto anual, desta feita marcada para o dia 15 de Novembro.
A iniciativa vai decorrer a partir das 15 horas e junto à sede da entrada da ponte. A direcção de António Melo «convida todos os sócios, amigos e ribeirenses» a participarem no gastronómico encontro - que, como se vê no cartaz anexo, tem apoio da Câmara Municipal de Águeda e da União de Freguesias de Travassô e Óis da Ribeira (TravassÓis).

domingo, novembro 08, 2015

Mostra de Sopas erm Óis da Ribeira...

A segunda edição da Mostra de Sopas foi ontem, muito concorrida tanto quanto soubemos, e o d´Óis Por Três faz aqui o registo do acontecimento, para que fique na história, com reportagem fotográfica de Victor Melo. na sua página de facebook.
Actuou a OLTOR - Orquestra Ligeira da Tuna de Óis da Ribeira -, e muito bem segundo nos disseram mas, o que foi pena, por muito pouco tempo e com poucos números. Mas quem dá o que tem, está perdoado. Para o ano há mais... 

sábado, novembro 07, 2015

Caminhada no trilho pedestre da pateira...

O Grupo de Caminhadas e Passeios Pedestres Por Terras de Portugal vai realizar, a 15 de Novembro de 2015, uma caminhada na pateira, a partir (às 9,30 horas) e chegar ao parque de Óis da Ribeira.
A distância a percorrer é de sensívelmente 12 quilómetros, prevendo-se que termine por volta das 12,30/13 horas, por um percurso circular e de dificuldade reduzida - devendo os participantes levar almoço volante e água.
A inscrição é gratuita podendo ser feita AQUI.
Os interessados podem obter mais informações AQUI.

quinta-feira, novembro 05, 2015

Apanha de moliço na pateira

Quantos se lembram disto? Do que se vê na imagem? Foi tirda da página de facebook da Estalagem da Pateira e reporta-nos para umas dezenas de anos para trás. 
Era a apanha do moliço, no dia 25 de Agosto - para os lavradores estrumarem as suas terras. Os de Óis (cujo arvoredo se vê ao fundo), os de Fermentelos (cujos moliceiros se registam na imagem), os de Espinhel e os de Requeixo!
Agora, já ninguém se lembre disto. E é pena! 
O mundo era muito mais feliz!
Eram outros tempos!

quarta-feira, novembro 04, 2015

Semana Sénior e Mostra de Sopas na Arcor



A Semana Sénior da Arcor está a decorrer desde a passada segunda-feira e amanhã (5ª.-feira) é dia da palestra sobre «Alimentação na Terceira Idade», a cargo da nutricionista Dinora Bastos, às 15,30 horas.
O dia 6, a próxima sexta-feira, não tem actividades e o programa continua no sábado, o último dia, com a 2ª. Mostra de Sopas da União de Freguesias (16 horas), com animação dos Jogos do Hélder e participação da Arcor (a entidade que organiza) e da Tuna de Óis da Ribeira e dos Escuteiros, Associação Desportiva, Patronato, Banda 12 de Abril, Associação de Pais da Escola e Jardim Social de Travassô. 
O programa recordemos, envolveu um passeio pedestre e uma acção de sensibilização da GNR, integrada na operação «Idosos em Segurança» (na segunda-feira), a acção «Cuidados de Imagem, pela cabeleireira Salomé (na terça) e, hoje, rastreios clínicos, pelas enfermeiras Henriqueta Resende e Ana. 

terça-feira, novembro 03, 2015

A pateira vista do ar...

Encontrámos esta foto aérea da pateira, com os campos de Óis da Ribeira em primeiro lugar. Aqui abaixo, o chamado Caminho da Mota (que vai dar ao bico), Apontado pela seta, vê-se o restaurante.
A foto parece ser pouco recente, pois ainda não se vê o bloco dos apartamentos, ali à esquerda. As outras casas, aparecem todas.
É uma bonita imagem de Óis, retirada DAQUI.

segunda-feira, novembro 02, 2015

Quintinha à venda em Óis da Ribeira


Esta casa está à venda em Óis da Ribeira, mas por mais esforço de memória que o d´Óis Por Três faça, não conseguimos identificá-la. Em que rua fica?
Diz o anúncio: «Quintinha em Óis da Ribeira. Moradia de grandes dimensões, uma parte habitável outra para renovar. Tem um grande alpendre, garagem fechada e adega.
Anexos de dimensões generosas.
Terreno extenso, para cultivo, com algumas árvores de fruto.
Se procura espaço e tranquilidade venha visitar esta moradia que lhe oferece a possibilidade de as conjugar.
Venha ver por si mesmo o espaço de habitação e o terreno envolvente!».

Quanto ao custo: 70 000 euros!

domingo, novembro 01, 2015

As obras do centro social da Arcor, há 14 anos...

Há exactamente 14 anos, andava Óis da Ribeira a construir o centro social. O tempo passa depressa. Hoje, ao navegar na net a procurar notícias da terra, o d´Óis Por Três encontrou o site do padre Júlio, com uma série de fotografias desse tempo.
A foto aqui publicada refere-se a 24 de Outubro, segundo lá se lê, e mostra o estado das obras de terraplanagem para a cave. Ao fundo, vê a obra feita na chamada 1ª. fase, feita em 2000. O mais certo, por essas altura, em que muito poucos suspeitassem da envergadura da obra que hoje lá está construída.
Ver AQUI